Gestão de Riscos

Seguro de invalidez temporária: confira quando usá-lo e como funciona!

Tempo de leitura: 4 min

Você sabe qual é a importância do seguro de invalidez temporária? Por meio desse seguro, você garante o recebimento de diárias de trabalho enquanto não puder trabalhar, até o limite do seu plano.

A cobertura é destinada a várias categorias de ocupação como autônomos, freelancers, advogados, médicos, jornalistas e todo tipo de profissional que deseja garantir mais segurança financeira.

Vale lembrar que o seguro de invalidez temporária corresponde a um período determinado de tempo em que um trabalhador não pode exercer a sua profissão. Passado esse período, o profissional poderá trabalhar normalmente e sem nenhum problema.

No caso de invalidez permanente, o profissional  terá danos irreversíveis — como perda total da visão de ambos os olhos e perda total do uso de ambas as mãos — que podem diminuir drasticamente a sua capacidade de trabalho. Continue lendo e entenda melhor!

Como funciona o seguro de invalidez temporária?

Você contrata o seguro de acordo com os seus ganhos mensais ou com o valor necessário para cobrir seus custos em caso de incapacidade de trabalho. Ele pode ser, por exemplo, um acidente ou uma doença. O seguro, portanto, vai fornecer uma renda durante o período em que você não puder trabalhar.

Se um profissional liberal, por exemplo, tem uma renda de R$ 6.000 por mês, poderá contratar um Seguro DIT (Diária de Incapacidade Temporária) ou SERIT (Seguro de Renda por Incapacidade Temporária). Nesse caso, ele vai receber R$ 200 por dia, por até um ano, caso seja afastado por acidente ou doença cobertos pelo plano (conforme previsto nas Condições Gerais de cada seguradora).

O pagamento das diárias acontecerá de acordo com o tipo de evento que ocorrer com o segurado, podendo ter cobertura até mesmo para eventos como LER (Lesão por esforço repetitivo) e  DORT (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho).

A indenização recebida será proporcional ao tempo que o segurado ficar afastado. Na grande maioria das seguradoras que oferecem essa cobertura, a pessoa receberá a partir do décimo primeiro dia de afastamento e podem existir carências (período mínimo que o segurado já se tornou cliente) para que as coberturas comecem a vigorar.

O que não é coberto?

Algumas situações não são cobertas pelos seguros. Afastamentos em decorrência de gravidez, cirurgias estéticas, doenças de transtorno mental (como a síndrome do pânico, estresse, algum tipo de desvio comportamental, etc) e doenças pré-existentes, via de regra, são eventos que não são abrangidos por esse tipo de seguro.

Como contratar o seguro?

Em primeiro lugar, é necessário procurar um corretor especializado na área, com o objetivo de receber ajuda nessa tarefa. Pessoas que têm a partir de 14 anos já podem contratar o seguro. Depois disso, você analisa o contrato e observa algumas variáveis. Entre elas, estão:

  • se a sua profissão apresenta alguma restrição, de acordo com a seguradora escolhida;

  • se há carência para uso em situações de doença (geralmente é de 30 a 180 dias) e se não há carência nas situações provocadas por acidentes;

  • se tem cobertura para os casos de LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbio Osteomusculares Relacionados ao Trabalho);

  • o valor da diária a ser contratada precisa ser proporcional à renda líquida do profissional. Se uma pessoa ganha, por exemplo, R$ 3.000 por mês, o valor da diária não pode ser superior a R$ 100 por dia.

Vale lembrar que o preço dos seguros varia conforme a idade do segurado (geralmente, as seguradoras cobram valores maiores de idosos e algumas não permitem que pessoas com mais de 65 anos contratem seguros de vida). Em algumas companhias, os custos também variam de acordo com a profissão do indivíduo.

A seguradora também tem por direito avaliar a condição de saúde do proponente (pessoa interessada em contratar o seguro), para aceitá-lo como segurado ou não.

Devido à variedade existente no mercado, é fundamental analisar as condições de cada seguro para saber se a cobertura é coerente com as suas necessidades. Dessa forma, você estará mais protegido contra imprevistos e terá mais segurança para desempenhar as suas atividades.

O que você achou das informações sobre o seguro de invalidez temporária? Elas ajudaram a esclarecer o assunto? Está interessado em contratar o serviço? Entre em contato conosco.