previdência-privada
Aposentadoria Previdência Privada

Previdência privada – conheça os tipos e suas diferenças!

Tempo de leitura: 4 min

A previdência é uma forma encontrada pela população de garantir uma renda futura que traga segurança para si mesmo e seus dependentes. Nesse processo, os indivíduos determinam e contribuem todo mês com um valor fixo em um prazo definido e, no fim, poderão resgatar o valor depositado para usarem do jeito que quiserem. Entre os tipos de previdencia privada, temos a aberta e a fechada.

Não é uma previdência obrigatória, contudo, caso opte em tê-la é preciso escolher a mais adequada para você, pois existem especificidades e resultados diversos.

Pensando nisso, elaboramos este conteúdo para que você conheça os principais pontos sobre a previdência privada. Acompanhe!

Previdência Privada Aberta

É aquela em que as opções de investimento estão abertas para todo tipo de público. Para fazer, basta procurar uma instituição financeira e, conforme as cláusulas contratuais, realizar um depósito inicial, que poderá ter seu valor mínimo estipulado pela entidade aberta de previdência complementar. Dependendo da opção definida, aportes periódicos ou de acordo com a possibilidade de cada um deverão ser feitos, escolhendo entre a aplicação em PGBL ou VGBL. Conheça melhor cada uma dessas opções.

Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL)

É um plano voltado para realizar a chamada “aposentadoria complementar” depois que o trabalhador sai do mercado de trabalho. Nele, o IR incide sobre o valor total a ser resgatado no período previsto em forma de renda.

Trata-se de um plano complementar apropriado para quem escolhe fazer a declaração completa do Imposto de Renda, já que possibilita que as contribuições realizadas ao plano sejam deduzidas em até 12% do valor da renda bruta tributável.

É uma maneira de adiar o Imposto de Renda para quando o contribuinte for receber esses valores do plano de previdência.

Vida Gerador de Benefício (VGBL)

Diferentemente do que ocorre no PGBL, nesse modelo, o Imposto de Renda incide somente sobre os rendimentos acumulados ao longo do período do plano e não da quantia total a ser sacada ao término do prazo da previdência.

Nele, os valores de contribuição pagos não podem ser deduzidos na Declaração Anual do Imposto de Renda. Por isso, é mais indicado para os investidores que usam o modelo simplificado do IR ou os que sejam isentos de pagamento de IR na pessoa física.

previdência-privada

Previdência Privada Fechada

É acessível apenas para alguns grupos específicos, por exemplo, os fundos gerados especialmente para uma associação ou entidade de classe, como as dos médicos. Desse modo, só os integrantes desses grupos poderão escolher os seus planos, que poderão ter algumas vantagens, como diferenciais nos custos.

benefício da previdência privada é que, devido ao perfil já definido do grupo, além das vantagens, podem haver outros pontos, já que o banco já conhece quem são os membros. Isso reduz os riscos e incerteza, tornando o plano mais barato.

Tanto na previdência aberta quanto na fechada, é necessário optar pela tabela progressiva ou regressiva de tributações, dependendo da portabilidade e das taxas que serão cobradas.

Aporte do PGBL

Nesse caso, a tributação incide sobre o valor total resgatado e não somente sobre a rentabilidade. Existem duas tabelas de tributação que devem ser escolhidas no momento da adesão. Conheça quais são!

Progressiva

Essa tabela segue as mesmas alíquotas do Imposto de Renda vigente no ano de resgate.

Regressiva

O imposto será determinado conforme o tempo em que a contribuição foi realizado, seguindo os seguintes valores:

  • até 2 anos: 35%;
  • de 2 a 4 anos: 30%;
  • de 4 a 6 anos: 25%;
  • de 6 a 8 anos: 20%;
  • de 8 a 10 anos: 15%;
  • acima de 10 anos: 10%.

Importante ressaltar que as tabelas não são excludentes, e sim complementares, dependerá dos seus objetivos com o investimento.

Agora que você conhece os tipos de previdência privada, antes de optar por qualquer uma das duas, faça uma pesquisa e compare os benefícios que cada uma pode gerar para você e, dessa forma, evite qualquer tipo de prejuízo.

Gostou deste conteúdo? Então, aproveite para ler o texto “Saiba quais são as vantagens da previdência privada” e entenda melhor sobre o assunto!