Investimento

Conheça 5 investimentos de baixo risco e muito rentáveis!

Tempo de leitura: 3 min

Encontrar uma forma de investir seu dinheiro é importante. Isso permite que você otimize seus ganhos, planeje seu futuro e realize seus sonhos. No entanto, existem muitas dúvidas sobre o assunto. Uma das principais é como escolher investimentos de baixo risco que ofereçam boa rentabilidade.

Com isso em mente, listamos boas dicas de aplicações que conseguem unir segurança e bons retornos. Elas são indicadas tanto para quem está começando a investir, para quem quer sair da caderneta de poupança ou para quem quer diversificar sua carteira. Acompanhe!

1. Tesouro Direto

Tesouro Direto é uma plataforma em que são negociados títulos públicos emitidos pelo Estado brasileiro, que busca recursos no mercado para financiar suas atividades. Na prática, quem compra um título público está emprestando dinheiro ao Estado e em troca recebe uma remuneração depois de algum tempo. Como são garantidos pelo Tesouro Nacional, eles são uma forma de investimento extremamente segura. 

Existem diversos tipos de títulos no Tesouro Direto. A diferença entre eles está na maneira como os rendimentos são calculados. Para quem está começando, a dica é focar no chamado Tesouro SELIC. Ele é atrelado à taxa básica de juros da economia nacional e quase sempre é maior que a inflação, garantido assim ganhos reais.

2. Certificados de Depósito Bancário (CDB)

A lógica dos CDBs é parecida com a dos títulos públicos. Contudo, eles são emitidos por bancos para captar dinheiro. Dessa forma, quem investe em um CDB está emprestando dinheiro a essas instituições financeiras, para que elas possam fornecer crédito para outros clientes.

O rendimento de um CDB varia de acordo com o prazo da aplicação. Quem quiser condições melhores deve procurar bancos menores, que geralmente oferecem retornos mais atrativos para conquistar novos investidores. Toda aplicação de até R$ 250 mil reais em CDBs é coberta pelo Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que funciona como uma espécie de seguro caso a instituição financeira na qual o dinheiro está depositado quebre.

3. Fundos de renda fixa conservadores

Os fundos de investimento são a união de investidores que têm como intuito acumular recursos para investir em diversos setores. A gestão fica sob a responsabilidade de um profissional capacitado, que decide quais operações serão feitas a partir do perfil e dos objetivos do grupo.

Um fundo conservador geralmente une títulos públicos, CDBs e outras aplicações de risco baixo. Dessa forma, é possível obter os benefícios de cada uma das opções. Por outro lado, para fazer parte de um fundo é preciso arcar com algumas taxas.

4. Letras de Crédito Imobiliário (LCI)

As LCIs funcionam como os CBDs. Mas nelas o dinheiro captado, como o próprio nome diz, é destinado ao financiamento do setor imobiliário. A rentabilidade das LCIs varia muito de acordo com cada banco, já que cada um deles adota estratégias diferentes na hora de investir nesse ramo. 

As LCIs são isentas da cobrança de Imposto de Renda e contam com a cobertura do FGC. Por outro lado, essa aplicação quase sempre demanda aportes de recursos maiores.

5. Letras de Crédito do Agronegócio (LCA)

Outra forma de investimento similar aos CDBs e também às LCIs. Nesse caso, o dinheiro captado pela instituição financeira é aplicado no financiamento do agronegócio. 

As LCAs contam com as mesmas vantagens do LCIs, mas também costumam demandar quantidades maiores de dinheiro para começar. Além disso, os prazos para sacar o dinheiro são maiores e muitas vezes bastante rígidos.

Na hora de escolher entre esses investimentos de baixo risco, é preciso estar ciente que, embora pequena, eles ainda assim podem apresentar problemas ou não entregar a rentabilidade esperada. Além disso, é necessário conhecer bem quais são as taxas e tributos cobrados em cada opção. Se elas forem muito grandes, pode comprometer os ganhos.

Quer contar com a ajuda de profissionais qualificados na hora de investir? Então saiba qual a importância de contar com uma assessoria de investimentos!